quarta-feira, 1 de outubro de 2008

"Os fins justificam os meios"

A frase acima é do italiano Nicolau Maquiavel, um dos mais conhecidos filósofos políticos de todos os tempos. E que resume bem o momento do ex-presidente corintiano Alberto Dualib, e de Nesi Curi, expulsos do clube na noite desta terça-feira no Parque São Jorge.

Aos gritos de "Fora Dualib ladrão" e "Não é mole não, a Fiel agora é sócia do Timão", o protesto que reuniu pouco mais de 500 torcedores assemelhava-se bastante ao Sábado de Aleluia, o famoso dia de "malhar o Judas", e uma diversão para algumas pessoas. Como para estes, que viam ali uma oportunidade de se vingar da vergonha que Nesi, e principamente Dualib, os fizeram passar.

Presidente do Corinthians há 14 anos, a crise de Dualib com a torcida começou no final de 2004, quando aprovou a parceria com a MSI do iraniano Kia Joorabchian, na intenção de montar o time "number one" do Brasil.

No ano seguinte, vieram craques como os meio-campistas Mascherano, Roger e Carlos Alberto, e principalmente, o atacante argentino Carlitos Tevez, a contratação mais cara da história do futebol brasileiro (U$$ 20 milhões).
Foi um ano tumultuado do inicio ao fim, mas que culminou com o tetracampeonato brasileiro do clube alvinegro.

Em 2006 e com a mesma base do tetra, o principal objetivo era a Libertadores. Que não veio, e terminou de forma traumática, com a eliminação do time nas oitavas-de-final para o River Plate (ARG), iniciando a fúria da Fiel contra Kia e a MSI.
Daí em diante o time caiu muito no Brasileirão, chegando a frequentar a zona de rebaixamento. Só que com a chegada do técnico Emerson Leão, o time arrancou nas ultimas rodadas e se salvou do descenso. Apesar de ter perdido Tevez e Mascherano para o futebol inglês, no decorrer do campeonato.

Mas em 2007 a crise estourou de vez; informações e investigações sobre o grupo MSI vinham a tona, envolvendo crimes como lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, falsidade ideológica de outros investidores, etc. Todos que também levavam o nome do presidente Dualib, que ali fazia o Corinthians viver o pior momento da sua história. Um "caso de polícia", literalmente.

E dentro de campo, o time não correspondeu, com um elenco limitadíssimo. Lutou com todas as forças até a última rodada, quando o empate em 1 a 1 com o Grêmio decretou a queda do clube alvinegro para a Série B do Campeonato Brasileiro. Para a raiva e tristeza da Fiel, que deveria passar pelo mesmo martírio que a torcida de outros grandes como Palmeiras, Atlético-MG e o próprio Grêmio.

Mas principalmente para confirmar a frase de Maquiavel. O "meio" sujo e corrupto da parceria com a MSI viria a resultar no rebaixamento do clube, mais tarde.

Hoje, a presidência é outra; Andrés Sanchez, que no passado era a favor da parceria, voltou-se contra ela. E agora aos poucos vai acertando as dívidas que o clube tem a pagar, e tentando promover a "transparência" que tanto falta por lá.

Mas o mais importante é que nesse dia 30 de Setembro de 2008, o Corinthians se vê livre de Alberto Dualib. Que não importa quantos títulos o clube tenha durante a sua gestão, NADA irá apagar tamanha escória e humilhação que trouxe ao Parque São Jorge.

Triste esse fim para um senhor de 88 anos, e mais ainda a "homenagem" que acabou recebendo dos torcedores.
E por mais que o ex-mandatário alvinegro tente esquecer, Maquiavel sempre o lembrará.


Reinaldo Vieira

4 comentários:

joao disse...

muito bom texto mano
muito bom mesmo!

sobre tudo o que aconteceu nesse tempo todo, fica mais do que justo o enterro simbolico de duas pessoas que estao "mortas" no clube!

o corinthians se livrou de um mal!

2 de outubro de 2008 13:28
Tatiane Araújo disse...

Adorei o texto Naldo.
Em relação a esse senhor, nada é mais humilhante do que ele fez o Corinthians e nós corinthianos passarmos. NADA, NADA mesmo. O castigo dele infelizmente não vai ser decretado aqui na Terra. Como diz Dr.Osmar de Oliveira: "Ele tem muito o que se explicar lá encima"

Beijão ;]

2 de outubro de 2008 20:40
Aline disse...

Parabéns Naldo! Gostei muito do seu texto.
Achei inteligênte e criativo o fato de você ter usado a frase de Maquiavel, "os fins justificam os meios".
Quanto ao Corinthians, agora só nos resta esperar e acima de tudo torcer para que o nosso TIMÃO retorne ao seu devido lugar, que é a 1ª divisão!

12 de outubro de 2008 01:54
Fellipe disse...

e aee Naldooo!

da hora maanoo!
seus textos estão muito bons mesmo!
concordo com os outros acima!



♫ "ô Ô ô FORA DUALIB LADRÃO! FILHO DA PUTA" ♫


flw manoo!
abraçoo!
;D

13 de outubro de 2008 01:00