segunda-feira, 26 de julho de 2010

A despedida de um mito: Mano Menezes

Algumas semanas depois da eliminação brasileira na Copa do Mundo de 2010, o povo recebeu o aviso da CBF. Dunga é demitido e a Seleção Brasileira já possui um novo comandante: Luiz Antônio Venker Menezes, ou simplesmente, Mano Menezes.

Já que a proposta é pela renovação do grupo, nada melhor do que começar investindo num treinador novo. 

Mano Menezes é um trabalhador sério e, mesmo fora das quatro linhas, possui um ótimo relacionamento com jogadores e até imprensa. Além de possuir duas passagens expressivas no futebol brasileiro.

O gaúcho começou a ganhar destaque na sua passagem pelo Grêmio, entre 2005 e 2007.
Na ocasião, o treinador assumiu logo após o rebaixamento do time e o levou de volta a Série A - após o épico jogo contra o Náutico, conhecido como "A Batalha dos Aflitos" - além de conquistar um bicampeonato estadual e levar o time a uma final da Libertadores.

No ano seguinte, Mano Menezes assume o Corinthians, que também havia acabado de ser rebaixado. E em sua primeira coletiva, se disse feliz por assumir o clube e participar de algo que seria "o maior projeto do futebol brasileiro" na época.
Afinal, levar o time mais popular da capital paulista de volta a elite do futebol não seria uma tarefa das mais fáceis.

Em 16 de janeiro de 2008, quinta-feira, o técnico comandava o Corinthians pela primeira vez a beira do gramado.
No Morumbi, uma vitória por 3 a 0, sobre o Guarani.

E daí em diante, escreveu uma trajetória de dois anos e meio no clube, conquistando uma Série B (2008), um Paulistão - de maneira invicta - e a Copa do Brasil (ambos em 2009).
Os números sob o seu comando ainda são bem expressivos: foram 185 partidas, com 103 vitórias, 49 empates e somente 33 derrotas.

Mas como nem tudo é perfeito nessa vida, os torcedores ainda lembram que Mano Menezes também teve fracassos no alvinegro. A perda da Copa do Brasil em 2008 para o Sport, além da eliminações precoces no Paulistão deste ano, e principalmente na Libertadores, caindo nas oitavas-de-final para o Flamengo.
Uma pequena parte da torcida ainda o persegue, taxando-o de retranqueiro em alguns momentos nos jogos e criticando o contato com Carlos Leite, que é empresário do treinador e de alguns jogadores do Corinthians, mas que não possuem futebol o suficiente para jogar no clube.

E neste dia 25 de junho de 2010, Mano Menezes encerrou sua passagem contra o mesmo Guarani, com vitória por 3 a 1. O resultado mantém o Corinthians na liderança momentânea do Brasileirão, faltando ainda vinte e sete rodadas para o final deste.
Após o jogo, a Fiel ainda fez uma grande festa para a sua despedida, em agradecimento ao trabalho feito e a tudo de bom que foi conquistado.
E como torcedor corinthiano, eu também agradeço.

Agradeço por ter montado uma defesa sólida, como não se via há muito tempo (tanto é que a base do setor é titularíssima até hoje).
Agradeço por sua capacidade de administrar problemas internos e externos com incrível facilidade.
Agradeço pelos títulos, obviamente.
Agradeço pelo ótimo aproveitamento em clássicos desde que chegou aqui.

E principalmente, agradeço por devolver a dignidade ao Corinthians. Até 2007 o Corinthians era o clube mais desorganizado do país, com crises, dívidas e outros problemas que já citei aqui, sem dúvida nenhuma.
Resumidamente, isto estava uma VÁRZEA.

Espero que isto não seja o adeus de um mito, mas sim um "até breve"

Obrigado Mano Menezes, e boa sorte na Seleção Brasileira!
Mais do que nunca, o Brasil e a Fiel estão contigo!


Reinaldo Vieira

5 comentários:

Iuri Iacona disse...

O mano foi de longe o melhor treinador que eu já vi no Corinthians. Começa que foi o único que vi tanto tempo no comando do alvinegro. Depois, pela maneira como trabalha o interno e o externo da equipe. Nunca vi igual. E pelos resultados. Sem dúvida foi o de maior sucesso nos últimos anos. Parabens Mano, e boa Sorte!

26 de julho de 2010 00:55
refuas disse...

o Mano foi com certeza um dos grandes técnicos que já passaram pelo Corinthians... Eu fiquei sentido ao ver ele saindo, mas ele merece.
Agora, eu que nem torci muito pelo Brasil nessa última copa, vou torcer com muito mais amor e paixão. inguém merece um técnico igual ao Dunga.. rs

Sou mano do Mano!

abraçoo!

26 de julho de 2010 09:54
Tchelo disse...

Comecei a acompanhar futebol mesmo desde os 7 anos, quando o Corinthians foi campeão mundial, mas não lembro muito bem do time. Pelo que posso me lembrar, os melhores times que vi do Timão foram o de 2005 e o do primeiro semestre de 2009, já com o Mano, que, dos que eu vi, foi o melhor treinador que tivemos.
Torço muito por ele na seleção, tomara que fique até a Copa e vença!

Valeu Mano!

26 de julho de 2010 11:38
Rafael disse...

Mano é um excelente treinador. Sempre que pega um clube em crise, o levanta e faz grande novamente. Espero que ele nao se deixe levar pelas palavras do Ricardo Teixeira. Nao precisamos de jogadores jovens, precisamos dos melhores jogadores disponiveis, sendo eles jovens ou nao (mas tbm claro com a mentalidade de como eles estarao em 2014)

Falo um pouco mais sobre isso aqui

http://www.leontextos.blogspot.com/2010/07/era-mano-menezes.html

26 de julho de 2010 15:16
amanda disse...

meeeeeeeeeu, ate chorei domingo por causa do Mano!
certeza que ele foi um dos melhores tecnicos que o coringão já teve!

sentiremos falta, certeza!
afinal quem vai gritar EEEEEEEEi, EEIII. levantar os braços na beira do campo! aaaaaaah :/

mas com toda certeza ele fará um excelente trabalho na seleção, e eu te estarei com ele!

e ao corinthians, que venha o Adilson e que continue horando nosso manto querido assim como o mano!

e VAI CORINTHIANS! *-*
hahaha

beeeeeeijo rê

28 de julho de 2010 19:44